Vídeo: carnaval fora de época acaba em confusão em Vila Velha

Um evento de carnaval fora de época acabou em confusão e correria na tarde deste domingo (14) na orla de Itaparica, em Vila Velha.

De acordo com as informações divulgadas, o evento seguiu tranquilo ao longo da tarde. Mas após a passagem do bloco, teve início o tumulto.

Segundo a Polícia Militar, foliões ficaram revoltados pois uma banda que estava na programação do evento acabou não se apresentando. Ainda segundo a PM, algumas pessoas que estavam no local arremessaram garrafas contra as viaturas. A cavalaria da polícia agiu e tiros de borracha foram lançados para dispersar a multidão.

Moradores da região gravaram o momento do tumulto, confira:

O evento tinha autorização da prefeitura de Vila Velha para ocorrer até às 17h. A organização informou à imprensa que tudo estava dentro do que foi solicitado pelo município e que a confusão teria começado por uma pessoa que estava fora do evento.

A banda Ara Ketu informou que não foi contratada para esse evento. Em nota publicada na página oficial a banda disse: “Não tivemos contrato , não tivemos nenhum deposito em conta de nossa empresa , não tivemos nenhum detalhe de produção resolvido , não enviamos material de divulgação, enfim não teve nada. Porém , para a nossa extrema surpresa , ontem à noite começaram a surgir inúmeras postagens em nossas redes sociais informado que a Banda Ara Ketu havia “ furado “ com o compromisso assumido. O caso está sendo entregue agora pela manhã ao nosso departamento jurídico que tomará as medidas cabíveis contra o senhor Bruno por ter realizado um evento com a nossa marca , sem a nossa autorização e ainda expor nossa imagem e reputação de forma irresponsável sem nenhuma justificativa”. 

O Comando Geral informou que a PMES  participou das reuniões junto à Comissão Municipal de Eventos (Comune) e nas oportunidades, manifestou-se de forma contrária a realização da festa nos moldes como foi realizada, por entender que os riscos agregados e o incômodo aos moradores seriam inevitáveis. Apesar da manifestação da PMES, a Prefeitura Municipal de Vila  Velha autorizou o evento.

A Polícia Militar disse que cumpre sua missão institucional de manutenção da ordem pública, fazendo o que está ao seu alcance para garantir a turistas e residentes a segurança no entorno do evento, contando com que os organizadores cumpram os ajustes de conduta que atendam às exigências da prefeitura. Foram empregados 200 policiais militares no evento em diversas modalidades (policiamento a pé, a cavalo, viaturas da Força Tática, Cimesp, além do Grupamento Aéreo).

Direto da Redação
Record News ES / Rede SIM