Vacinação contra gripe começa nesta terça-feira em Colatina

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

As vacinas utilizadas nas campanhas nacionais de vacinação contra influenza do Programa Nacional de Imunizações (PNI) são vacinas trivalentes que contém os antígenos purificados de duas cepas do tipo A e uma B.

As estratégias de vacinação no Brasil, a inclusão de novas vacinas no PNI e o estabelecimento de grupos populacionais prioritários a serem cobertos são decisões respaldadas em bases técnicas, científicas e logísticas, evidências epidemiológicas, eficácia e segurança do produto, somados a garantia da sustentabilidade da estratégia adotada para a vacinação.

GRUPOS PRIORITÁRIOS

> Crianças de 06 meses a menores de 05 anos: todas as crianças nessa faixa etária deverão receber a vacina. É obrigatório a apresentação da caderneta de vacinação.

> Gestantes (em qualquer idade gestacional): todas as gestantes deverão apresentar o cartão da gestante ou exames e documento de identidade.

> Puérperas (mulheres até 45 dias após a parto): deverão apresentar documento que comprove o parto (certidão de nascimento ou caderneta de saúde da criança, cartão da gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto) e documento de identidade.

> Trabalhador de saúde: todos os trabalhadores que independente da categoria profissional atuam em serviços públicos e privados de saúde nos diferentes níveis de complexidade. (Trabalhadores de hospitais, prontos atendimentos, unidades de saúde, consultórios médicos, consultórios odontológicos, farmácias, clínicas com a tendimento de saúde, estagia´rios de serviços de saúde, dentre outros). Será necessário crachá ou declaração emitida pelo serviço de saúde/ instituição ou contracheque e documento de identidade.

> Povos indígenas.

> Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa.

> População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

>Idosos (acima de 60 anos): deverão apresentar cartão de vacina e documento de identidade.

> Portadores de doenças crônicas: a apresentação da prescrição médica será obrigatória para o grupo e documento de identidade. A prescrição médica ficará retida no ato da vacina.

> Professor: somente o professor que atua em sala de aula em escolas públicas e privadas de ensino infantil, fundamental, médio e superior. Não estão incluídos no grupo de professores para vacinação os professores aposentados, licenciados, em desvio de função, e demais membros da comunidade escolar.

– Escola de ensino infantil: professor/berçarista;

– Escola de ensino fundamental/ médio/ superior: professor.

EVENTOS ADVERSOS PÓS-VACINAÇÃO

As vacinas influenza sazonais têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas. As vacinas utilizadas pelo PNI durante as campanhas de vacinação contra influenza são constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto não contem vírus vivos e não causam a doença. Manifestações como dor no local da injeção, eritema e enduração ocorrem em 15 a 20% dos vacinados, sendo benignas autolimitadas geralmente resolvidas em 48 horas.

Eventos adversos como febre, mal estar e mialgia podem começar de 06 a 12 horas após a vacinação e persistir por um a dois dias.

LOCAIS DE VACINAÇÃO

– Secretária de Saúde

– Vila Lenira

– São Silvano

– São Pedro

– Honório Fraga

– Ayrton Senna

– Paul de Graça Aranha

– Baunilha

OBS: Na Policlínica não será administrado a vacina de influenza, será realizado somente a vacinação de rotina.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

A vacinação acontecerá de 08 às 15 horas.

Fonte: Prefeitura de Colatina