Suspeitos de assaltar pedágios no Sul do Estado são presos em Guarapari

Equipes das Delegacias Contra o Patrimônio e Crimes Contra à Vida de Guarapari, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, prenderam três envolvidos em assaltos aos pedágios no sul do estado na nesta sexta-feira (12).

De acordo com informações da Polícia, foram presos em flagrante Marcos Carvalho Santos, de 27 anos e Wadson Xavier dos Santos 18. Um adolescente de 17 anos foi apreendido. Com eles os policiais encontraram três armas airsoft.

De acordo com informações da PRF, na madrugada desta sexta-feira, dois pedágios foram assaltados, sendo um em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e outro em Mimoso do Sul. Na ocasião, os suspeitos utilizaram dois carros roubados. A PRF foi acionada, realizou o acompanhamento, mas os indivíduos conseguiram fugir e abandonaram os veículos.

De acordo com o delegado Marcos Nery, que coordenou a operação pela Polícia Civil, os suspeitos foram identificados através das imagens de videomonitoramento dos pedágios. Ainda segundo ele, os indivíduos são responsáveis por vários crimes ocorridos em Guarapari e em outros municípios do Sul do Estado e até no Rio de Janeiro. “Inclusive, os simulacros apreendidos foram produtos de um roubo ocorrido no dia 08 de abril em um estabelecimento em Guarapari. A partir desse roubo, eles estavam utilizando os simulacros para cometer os demais crimes”, explica.

4

Todos os suspeitos são residentes do bairro Bela Vista, em Guarapari. O acusado Wadson e o adolescente indicaram a residência onde estariam os simulacros e outros materiais. No local, foram apreendidos dois simulacros de arma de fogo longos e um simulacro de arma curta, um rádio HT pertencente à Rodosol e R$ 109,00 em espécie.

Já na residência de Marcos foi encontrada uma porção de maconha e R$ 120,00 em dinheiro. Na ocasião, Marcos apresentou identidade falsa para os policiais.

Todos foram encaminhados à Delegacia e confessaram os crimes. Marcos e Wadson vão responder por roubo majorado pela restrição da liberdade da vitima e pelo concurso de pessoas, associação criminosa com presença de adolescente, uso de documento falso, corrupção de menores e posse de droga para uso pessoal.

O adolescente vai responder pelo ato infracional análogo ao crime de roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima e pelo concurso de pessoas e associação criminosa.

Os maiores serão encaminhados ao presídio e o adolescente foi apresentado ao Ministério Público.

4

Direto da redação
Record News / Rede Sim
Com informações da Sesp/ES