Polícia detém dois acusados de participação no roubo de submetralhadoras em delegacia em Vitória

A Polícia Civil informou no início da tarde, que equipes da Divisão Especializada de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio, com o apoio da Polícia Militar, recuperaram as submetralhadoras que foram furtadas da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente em Vitória, na segunda-feira (09). O crime foi descoberto por um policial que chegou para trabalhar durante a manhã, e viu que as grades dos fundos da delegacia haviam sido cerradas.

Durante uma entrevista coletiva na Chefatura de Polícia em Vitória, no início da noite desta quarta-feira (11), o Delegado Geral da Polícia Civil, Guilherme Daré, explicou como dois acusados foram presos.

Gleidson Felipe da Silva Barcelos de 20 anos e Edilan Figueiredo Pinheiro, 23 foram encontrados no bairro Novo Horizonte na Serra. No local, uma das armas foi recuperada. A polícia chegou até os criminosos, após Gleydson exibir as submetralhadoras nas redes sociais.

Na Serra, além da arma, a polícia também recuperou outros objetos furtados da delegacia: um monitor de computador, uma filmadora, 42 munições e seis carregadores. Também foram aprendidas 417 buchas de maconha.

Foto:Artur Meireles/Record News ES

A outra submetralhadora foi entregue na Delegacia de Divisão Patrimonial em Vitória, pelo pai do Gleidson durante a manhã desta quarta-feira.

Segundo a polícia, Gleidson também é suspeito de chefiar o tráfico de drogas em uma comunidade de Vitória.  Segundo a polícia, Edilan já tinha passagem por roubo e por porte ilegal de arma de fogo. Ele inclusive havia saído da prisão no mês passado.

Equipes das polícias civil e militar fazem buscas no morros do Romão e do Cruzamento para tentar encontrar os outros dois acusados.

Ao todo, quatro homens participaram do assalto. A polícia já identificou os outros dois e faz buscas para prendê-los.

Com informações de Artur Meireles
Record News Espírito Santo