Spotify e YouTube excluem funk de MC acusado de apologia ao estupro

A plataforma de streaming Spotify retirou nesta quarta-feira (17) a música Surubinha de Leve do catálogo. O vídeo do funk também não está mais disponível no YouTube. O hit, do funkeiro MC Diguinho, foi acusado nas redes sociais de fazer apologia ao estupro.

Em um dos versos, a letra diz “taca a bebida, depois taca a p… e abandona na rua”.

A música de Diguinho estava entre as mais tocadas do Brasil no Spotify, em uma lista de viral, o que motivou os internautas a criarem uma petição on-line para retirar o funk da plataforma. O manifesto, que teve até às 16h30 desta quarta mais de 11.500 assinaturas, alega que “uma obra que estimula a violência e desvalorização das mulheres não merece ser divulgada ou compartilhada amplamente, sem uma devida restrição ou indicação de idade”.

Clique aqui e continue lendo! 

Fonte: R7.com