Capixaba de Mimoso do Sul é assassinada por vizinha após perguntar sobre choro de bebê

A capixaba Ludmilla Rivas da Silva, 37, foi assassinada na noite de Natal pela vizinha Rayanne Maia Marques, de 27 anos, no condomínio onde elas moravam em Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Militar, após ouvir um choro constante do bebê, Ludmilla, que era síndica do condomínio, teria ido falar com a vizinha. Quando atendeu a porta, Rayanne golpeou Ludmilla no pescoço com uma faca.

A capixaba, natural de Mimoso do Sul, foi levada Hospital de Pronto Socorro João 23, mas não resistiu ao ferimento e morreu ao dar entrada na unidade de saúde. A vítima morava no prédio com o marido e dois filhos, um deles, um bebê de três meses. Rayanne foi presa em flagrante. O corpo de Ludmilla foi velado às 11h desta quarta-feira (27) na Igreja Presbiteriana de Mimoso do Sul.

No perfil que mantinha no Facebook, a suspeita tinha o hábito de postar fotos armada e com notas de dinheiro sobre o corpo.

Em nota, a Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais (ABRASSP), exige das autoridades do judiciário mineiro o pronto julgamento do caso, bem como a condenação e a responsabilização dos envolvidos no crime.

Com informações da Polícia Militar