Sergio Vidigal é afastado por 40 dias do PDT

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) decidiu manter no partido o Deputado Federal Sérgio Vidigal, mas ele ficará afastado por 40 dias e o diretório estadual do partido vai sofrer uma intervenção.

Vidigal contrariou a orientação da executiva nacional do PDT para votar contra o impeachment da presidente Dilma e por isso, foi aberta contra ele a sindicância.

Outros quatro deputados do partido foram suspensos e um expulso por votarem a favor da saída da presidente.

Em nota, o deputado capixaba disse que não se arrepende de seu voto. Confira na íntegra:

“Meus amigos, minhas amigas, povo capixaba,

Nunca me arrependi do que fiz.

Foi sempre assim em toda minha trajetória de vida e na política.

Há um mês, após ouvir meus eleitores, decidi votar a favor do impeachment da presidente dilma.

Não por ser a presidente ou o partido dos trabalhadores emparticular. Votei contra as manobras fiscais que ferem a lei e contra a corrupção.

Faria tudo novamente. Contra o pt ou contra qualquer outro partido. Contra os desmandos e em favor do povo brasileiro e do meu estado.

Por essa minha coragem, sofri ameaças, recebi pressões, perdi meu espaço na executiva nacional do partido. Mas mantive meu compromisso com a democracia.

Continuo, com muito orgulho, na família pdt, partido de todaa minha história politica.

Continuo ciente dos meus deveres e direitos como militanteque sempre fui.

Continuo no meu mandato de deputado federal.

Estou livre para levar adiante um projeto para fazer a serraavançar, se este for o desejo da população da minhacidade.

Vamos em frente, porque é junto que se caminha!

Sérgio Vidigal

Deputado Federal PDT-ES”

Direto da redação, com informação de Adriana Marques
Record News Espírito Santo / Rede SIM Sat