Rodoviários realizam manifestação contra a suspensão do reajuste salarial

Os rodoviários estão realizando na manhã desta sexta-feira (23) uma manifestação contra a mudança que tiveram no reajuste dos salários. Às 07:00 eles se concentraram em frente ao material de construção D&D, na Avenida Vitória. No momento estão fazendo uma caminhada e pretendem ir até a Praça oito, no Centro de Vitória.

O trânsito está bem lento e a instrução é que os motoristas procurem outras rotas.

O protesto é contra a decisão liminar do Superior Tribunal do Trabalho (TST), em Brasília, que reduziu o reajuste do salário dos rodoviários de 3% para 1,8%. A decisão acata parcialmente um recurso proposto pelas empresas do Sistema Transcol suspendendo os efeitos do dissídio coletivo. O reajuste de 3% foi concedido pelo Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT-ES) durante julgamento do dissídio coletivo que ocorreu no dia 10 de janeiro.

O manifesto é organizado por rodoviários que são oposição a atual gestão do Sindirodoviários. Valdecy Laurindo é um dos integrantes do grupo. Segundo ele, a categoria está revoltada com a lentidão do sindicato que até o momento não recorreu da decisão liminar. “A sensação de todos é de aflição e desamparo. A categoria não confia na atual gestão e por isso decidiu protestar sem a participação do sindicato.”

Valdecy também contesta a decisão liminar por suas inconsistências. “Não entendemos como um magistrado determina a redução do reajuste e não determina a diminuição da tarifa das passagens. As empresas vão ganhar com o aumento da passagem e com a diminuição do reajuste salarial. Isso não faz sentido”.

Em nota, o Sindirodoviários informou que está recorrendo da decisão, junto ao TST, e que cabe à categoria aguardar. Segundo o sindicato, essa manifestação é ilegal e não tem vínculo com o grupo que representa a categoria.

Direto da redação                                                                                                        Record News ES/RSIM