Rodosol começa cadastramento de usuários para isenção de pedágio

Nos próximos dias 31 de agosto e 1 e 2 de setembro, a RodoSol iniciará o cadastramento dos moradores dos bairros Recanto da Sereia e Village do Sol que atendam os requisitos estabelecidos e cuja residência estiver localizada dentro da área delimitada no 6º Termo Aditivo assinado entre a Rodosol e a Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo (ARSP).

A isenção é válida única e exclusivamente para a praça do pedágio Praia Sol, localizada no km 30,0 da Rodovia do Sol. Ela é destinada a moradores que comprovarem a necessidade de atravessar a praça de pedágio para fins de trabalho, educação ou tratamento médico contínuo.

De acordo com este termo aditivo, a isenção é pessoal e intransferível. “O cadastramento deverá ser renovado periodicamente. Para quem utilizar por motivo de trabalho, a renovação será a cada ano. Para isenções por motivos de estudo ou tratamento médico, a renovação será a cada seis meses”, explica, Marcia Guerrieri, gestora de RH, Comunicação e Meio Ambiente da RodoSol.

Márcia informa que os tíquetes serão fornecidos na quantidade que atenda as necessidades de cada morador, limitada a 52 tíquetes mensais. Vale ressaltar que moradores de Village do Sol que já são beneficiados pelo TAC existente continuarão a receber o beneficio conforme as condições já estabelecidas, não necessitando fazer novo cadastramento no momento.

Confira a documentação necessária:

Comprovante de propriedade ou posse do imóvel (cópia da escritura pública, cópia de contrato particular de compra e venda ou cópia do contrato de locação) em nome do requerente ou em nome de seu cônjuge,ascendente ou descendente, juntamente com a devida certidão que comprove a relação de parentesco).

Comprovante de residência (contas de água, luz, telefone ou declaração da associação de moradores.);

Comprovante de propriedade do veículo, em nome do beneficiário do imóvel ou em nome do seu cônjuge, ascendente ou descendente, juntamente com a devida certidão que comprova a relação de parentesco.

Documentos pessoais (CNH, identidade ou CPF).

Declaração descrevendo o motivo da necessidade da travessia pela Praça do Pedágio (trabalho, educação ou tratamento médico) juntamente com os seguinte documentos:

No caso de trabalho: declaração do empregador constando localização e carga horária semanal;

No caso de tratamento médico: laudo médico com especificação do tratamento e frequência de comparecimento para tratamentos ou consultas.

No caso de estudo: declaração atualizada da unidade educacional constando os dias letivos e a grade curricular a ser cumprida naquele semestre.

Toda documentação deve constar o nome do proprietário ou comprovante de parentesco com o proprietário do imóvel e do veículo.

Direto da redação
Com informações da Rodosol