Richarlyson é alvo de ataques homofóbicos ao ser anunciado como nova contratação do Guarani

Após finalmente anunciar o retorno ao futebol, Richarlyson foi mais uma vez alvo de homofobia. O volante, que foi anunciado como reforço do Guarani para disputar a série B do Brasileirão, foi hostilizado até mesmo vereador de Campinas Jorge Schneider (PTB), que é torcedor da Ponte Preta — rival do Guarani.

Schneider ironizou a contratação do jogador nas redes sociais:

— Pessoa certa no lugar certo.

Momentos depois, a assessoria de imprensa do vereador se pronunciou dizendo que o político foi mal interpretado e que “não teve a intenção de ofender”. No entanto, as críticas homofóbicas vieram também por parte da própria torcida do Guarani: minutos antes da contratação, torcedores do Bugre atiraram bombas em frente ao estádio Brinco de Ouro da Princesa, do clube, em forma de protesto.

Clique aqui e leia mais!

 

Fonte: R7.com