Reservado, Reserva e Gran Reserva

Olá “enoamigos”, costumo dizer que gostar de vinhos, é uma questão de gosto pessoal. Por isso é interessante entender, como o processo pode influenciar as características de cada vinho. Nesta semana, vamos conversar um pouco sobre as diferenças de alguns dos diversos termos que encontramos nos rótulos.

Para complicar, cada país produtor tem a sua própria regra de denominação, com leis próprias, ou não para cada especificação.

No Novo Mundo do vinho, que abrange as Américas, a Oceania e a África do Sul (e mais alguns pequenos produtores de países com menor expressão), não existe regulamentação, nem um costume, no que se refere ao uso do termo “Reserva”. Há, na verdade, um entendimento sobre os termos, podemos citar o exemplo, o Chile e Argentina. Nesses países o termo “Reserva” é usado em vinhos que passaram por algum tempo de estágio em madeira, e o “Gran Reserva” um tempo ainda maior. Para termos de comparação, um “Gran Reserva” do Chile, pode ter menos tempo em barril de madeira que o “Reserva” Espanhol.

Continuamos com o exemplo da Espanha: Onde um vinho tinto que esteja submetido à legislação em vigor na Rioja, por exemplo, só pode ter sua classificação de “Reserva”, se for envelhecido no mínimo durante 3 anos, sendo que o primeiro ano deve ser, obrigatoriamente, em barris de carvalho. O “Gran Reserva”, por seu turno, deve ter um envelhecimento de um mínimo de 5 anos, sendo 2 deles em barris de carvalho. O uso da nomenclatura é fiscalizado e sua aplicação indevida é punido por lei.

Na Itália, o vinho classificado como Reserva é que está no mesmo patamar do vinho espanhol, mas com uma sutil diferença: são 5 anos de envelhecimento, com 3 deles em barris de carvalho. Os rótulos, desta forma, devem ser entendidos conforme o local de produção, mas não há uma regra que seja comum a todas as origens.

Reservado

O termo “Reservado”, (muito utilizado no Chile), significa um vinho simples, sem estágio em barricas de madeira, frutado, sem complexidade e normalmente considerado vinho “de entrada” (a linha mais barata da vinícola). Diversos vinhos “Reservado” não figuram nos sites da própria vinícola e sequer são vendidos onde são produzidos, pois são exportados para países onde o rótulo confunde potenciais consumidores, pois trata-se de um termo, no mínimo, impreciso.
No Novo Mundo, o termo Reservado é destinado aos vinhos produzidos em grande escala, visando um apelo comercial e não de qualidade.

Reserva e Gran Reserva

Como não existe regra, em geral podemos nos orientar pelo fato de que os termos “Reservado”, “Reserva” e “Gran Reserva”, quando observado para uma mesma marca, costumam indicar que há uma escala crescente de qualidade, tanto nas uvas selecionadas como no tempo de estágio em madeira e guarda na adega antes de levado ao mercado.

Um vinho classificado como “Gran Reserva” normalmente será oriundo das melhores uvas de seu produtor e passará por barricas por um período mais longo, em torno de 10 a 18 meses. Já os vinhos “Reserva” costumam ter também contato com madeira, podendo ser em barricas ou não, por um tempo menor, talvez 2 a 8 meses aproximadamente.

Dica

Vale lembrar que, nem sempre esses termos são descritos na garrafa, alguns produtores distinguem seus vinhos especiais de formas distintas, alguns por garrafas diferentes, geralmente mais vistosas, por indicação de numeração nas garrafas (quando os vinhos são de produção menor).

Para simplificar, sobre os rótulos do “Novo Mundo” (termo que iremos tratar em artigos futuros), podemos estabelecer a seguinte ordem de classificação, relacionado alguns critérios de qualidade, que normalmente são utilizados pelas vinícolas e o marketing: “Reservado”, “Varietal”, “Reserva”, “Reserva Especial” e “Gran Reserva”.

Espero que gostem, se houver alguma dúvida ou sugestão é só entrarem em contato. Até ao próximo brinde. Salute!

 

Contatos:

carla@espacodoc.com.br

 

 

 

 

www.espacodoc.com.br
Rua Elesbão Linhares, 15 – loja 23
Shopping Day by Day
Praia do Canto
Vitoria-ES

 

 

 

 

 

 

 

www.winevix.com.br
Rua Elesbão Linhares, 52, Praia do Canto, Vitória
Tel: (27)3315-5858