Repórter é preso, após filmar ação da PM em Vitória

O repórter Vinícius Arruda, do Jornal Metro, foi preso nesta segunda-feira (10), após filmar uma abordagem de policiais militares a suspeitos no bairro Jardim da Penha em Vitória. O jornalista está no DPJ de Vitória e foi levado pelos crimes de desacato e desobediência.

Segundo o advogado que acompanhava o repórter, os policiais agiram com os suspeitos de forma arbitrária e abusiva, já que ele filmava a ação de longe. Ele estava com o crachá e o celular da empresa. Quando perceberam que Vinícius filmava a ação, os policiais se e exigiram que ele entregasse o celular.

Repúdio: 

Em nota a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) vê a prisão com perplexidade. Já o Sindijornalistas disse que está acompanhando a situação e denunciará o caso aos organismos institucionais competentes.

Confira a nota:

“O Sindijornalistas e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiam veementemente a ação da PM do ES em prender um repórter do jornal Metro que flagrou uma ação violenta de policiais durante abordagem de rua ocorrida nesta segunda-feira. O Sindijornalistas e a Fenaj estão perplexos com mais uma atitude intimidatória de agentes públicos do Estado que nada mais são do que um atentado à Liberdade de Imprensa e ao direito do profissional exercer sua profissão. Além do mais, destacam a falta de compromisso do secretário de Segurança Pública, André Garcia, que em reunião com a direção do Sindicato dos Jornalistas afirmou categoricamente, em 2013, que sempre respeitaria jornalistas que se identificassem ao filmar qualquer ação policial em vias públicas, como foi o caso.”

Direto da Redação 
Record News Espírito Santo / Rede SIM Sat