Projeto da Guarda Municipal discute bullying nas escolas de Vitória

O projeto Guarda Cidadã nas Escolas criado pela Guarda Municipal de Vitória, articula rodas de conversas com alunos de unidades da rede municipal e em projetos sociais. O projeto foi criado para melhorar o relacionamento interpessoal de crianças e adolescentes no ambiente escolar. Os temas são sugeridos pelas próprias escolas, e o bullying tem sido o assunto mais solicitado pelo corpo docente.

Nesta quinta-feira (11), a roda de conversa vai acontecer na unidade do projeto Caminhando Juntos (Cajun) no bairro Solon Borges e na sexta-feira (12), na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Éber Louzada Zippinotti, em Jardim da Penha.

Já no sábado (13), o projeto também vai se integrar às ações do movimento Maio Amarelo na Curva da Jurema, a partir das 8 horas, e vai tratar sobre a violência no trânsito e as perdas de vidas em decorrência dos acidentes nas vias.

O projeto leva para a sala de aula questões fundamentais para a formação de crianças e adolescentes com consciência crítica, respeito às diferenças e em harmonia com a sociedade. A iniciativa também promove a aproximação entre os agentes de proteção comunitária da Guarda Civil Municipal e os alunos, mostrando que muitos dos problemas enfrentados pela juventude também já foram vivenciados pelos agentes.

Além do bullying, os assuntos mais abordados pelo projeto e solicitados pelas escolas são racismo, uso de drogas e violência contra a mulher. São temas que, infelizmente, ainda fazem parte do cotidiano de muitos estudantes em todo o País. As rodas de conversa são sempre realizadas com muita interatividade, discutindo casos trazidos pelos próprios alunos.

Inicialmente, o projeto oferecia palestras nas escolas, mas foi reformulado para atender às necessidades de cada instituição escolar e em formato de roda de conversa, método capaz de tornar interativa a apresentação dos temas e abrir espaço para que os próprios alunos tragam seus casos e experiências pessoais para a discussão. Em visitas às escolas municipais, os temas são sugeridos pelos educadores e até pelos próprios alunos.

Direto da redação
Record News / Rede Sim
Com informações da Prefeitura de Vitória