Polícia prende suspeitos de participarem do estupro coletivo de jovem em Guarapari

A equipe da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Guarapari prendeu, nessa quinta-feira (1º), os suspeitos de participarem do estupro coletivo de uma jovem de 23 anos. O crime aconteceu no dia 17 de fevereiro, na região da Aldeia do Perocão, no município.

Foram detidos dois homens, um de 38 e outro de 26 anos e dois adolescentes, um de 16 e outro de 17 anos.  De acordo com o responsável pelas investigações, delegado Tarik Souki, as prisões e apreensões foram efetuadas no bairro Perocão Portal Club.  “Foi um crime bárbaro, uma covardia o que fizeram com essa jovem. Os suspeitos abusaram sexualmente da vítima e a esfaquearam. Ao todo ela levou 22 facadas e ainda foi apedrejada na cabeça quase até a morte. Ela ainda está internada em estado grave no Hospital São Lucas, em Vitória”, disse.

O delegado informou ainda que os exames periciais vão confirmam se houve o abuso sexual, mas outras provas vão dizer se a relação foi consentida ou não. “No momento do crime, todos os suspeitos estavam usando drogas. Durante o depoimento, eles disseram que resolveram ir até próximo ao campo de futebol, em um local ermo. Lá eles continuaram fazendo uso de drogas e praticaram sexo com a vítima, segundo eles, consensual. Porém, um deles disse que, mesmo após a jovem levar as facadas, eles praticaram sexo com ela”, revelou.

Segundo o delegado, os detidos responderão pelo crime de homicídio tentado, roubo e estupro. “Todos eles possuem envolvimento com o tráfico de drogas”, informou. Os presos adultos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória de Guarapari, e os adolescentes, para a Unidade de Internação Provisória.

Direto da Redação, com informações da Polícia Civil