Polícia investiga participação de empresários e pistoleiros em morte de advogado em Cachoeiro

A Delegacia de Crimes Contra a Vida de Cachoeiro de Itapemirim, através do Delegado Guilherme Eugênio, emitiu uma nota à imprensa sobre especulações do assassinato do advogado Fernando da Costa Ghio, de 35 anos. Ele foi encontrado morto dentro de seu carro no último dia 14 de julho, na Rodovia do Contorno, em Cachoeiro, e desde então várias hipóteses sobre o caso circulam na cidade.

O delegado informou que vem realizando diligências acerca do assunto, que envolve atuação de três empresários e dois pistoleiros, além do advogado.

Segundo a polícia, o crime foi motivado por relações negociais entre os empresários, originando dívidas, mediadas pelo advogado. Ainda de acordo com o delegado, a vítima não foi contratada para o exercício de sua função.

Guilherme Eugênio disse que demais informações não serão divulgadas, até a conclusão do Inquérito Policial, para não prejudicar o trabalho da polícia.

A Delegacia de Crimes Contra a Vida também ressaltou que não divulga os nomes de seus investigados sem que haja em desfavor deles um decreto de prisão. “Por essa razão, quaisquer informações passadas acerca da autoria do crime em tela são meramente especulativas”, diz o comunicado oficial.

Por fim, a Delegacia de Crimes Contra a Vida esclareceu que as apurações se encontram em estágio avançado e que em breve o caso será submetido à apreciação do Poder Judiciário.

Direto da Redação, com informações de Ramon Barros
Record News ES / Rede SIM