Polícia Ambiental flagra obra em área de proteção ambiental em Alegre

Na tarde desta segunda-feira (24), uma equipe do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) paralisou obras irregulares na localidade de Placa, zona rural do município de Alegre.

Em atendimento a denúncia, a equipe foi até o local verificar os fatos e durante a fiscalização foi constatada uma obra de alvenaria a menos de seis metros do leito do Rio Itapemirim.

A obra ocupava uma área de preservação permanente de aproximadamente 160 m², além de um aterro medindo 70 m² até a margem do rio.

No total, foram 230 m² de degradação em área de preservação. Os policiais paralisaram as obras.

A proprietária do terreno informou que não possui autorização dos órgãos ambientais, para a realização das atividades.

No dia 22 de abril, a Prefeitura Municipal de Alegre por meio da Secretaria de Obras já havia registrado uma notificação de advertência referente à obra.

Por se tratar de crime construir serviços potencialmente poluidores sem autorização dos órgãos ambientais, a obra foi paralisada. De acordo com a polícia ambiental a pena prevista é a detenção de seis meses, além de multa.

Direto da redação
Record News Espírito Santo/Rede SIM Sat