Polícia Ambiental flagra o desmatamento de uma área de 13 mil metros em Itarana

Policiais Miliotares ambientais flagraram o desmate de 13.000 mil metros de vegetação nativa do bioma Mata Atlântica na localidade de Alto Santa Rosa, zona rural do município de Itarana.

A ação aconteceu na madrugada desta quarta-feira (16) durante um patrulhamento preventivo para identificar e coibir crimes ambientais na zona rural do município.

No local eles encontraram uma escavadeira hidráulica. A região desmatada possui 3.150 metros quadrados localizados a menos de 30 metros do córrego que atravessa a propriedade, atingindo a Área de Preservação Permanente (APP).

O proprietário da área e responsável pelo serviço realizado não apresentou a autorização de exploração florestal emitida pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF), documento obrigatório para realizar a atividade de corte de vegetação nativa, exigido em todo território capixaba.

A supressão de vegetação nativa identificada é considerada crime ambiental prevista em legislação. O responsável foi conduzido ao departamento policial para responder pelos crimes constatados, que preveem penas que variam de 1 a 3 anos de detenção e multa.