Obra da barragem de Pinheiros entra na fase final

A última etapa das obras para o fechamento da Barragem de Pinheiros terá início na próxima terça-feira (25). Esta é a fase final para que o reservatório entre em operação. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (18) pelo secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto.

Segundo explicou o secretário, trata-se do fechamento da galeria que servia para que as águas do Rio Itauninhas passassem. Com o fechamento dela, que possui quatro metros de altura por quatro metros de largura e cinco metros de profundidade, a agua passará a ser reservada na barragem. Após isso, o reservatório fica pronto para entrar em funcionamento.

“A Seag está finalizando as obras e os serviços de fechamento da barragem de Pinheiros. Temos duas frentes de trabalho. Uma frente faz a limpeza, o tratamento e a impermeabilização do maciço do barramento, para o início da concretagem para fechar a galeria. A concretagem final e o tamponamento são a última etapa para a barragem entrar em funcionamento. A segunda frente de trabalho está fazendo a limpeza, a desinfecção e a desobstrução da área a ser alagada”, disse o secretário Octaciano.

A previsão é de que as obras sejam finalizadas no dia 30 de agosto. Na última semana foram finalizados os serviços de reflorestamento e ensecadeira, que serve para desviar o curso da água para receber o concreto final. “Estamos perto de concluir essa obra que teve início há mais de 10 anos e está sendo finalizada pelo Governo do Estado”, acrescentou Octaciano.

A Barragem de Itauninhas será a maior de todo o Estado, com capacidade de 17 bilhões de litros de água, quantidade suficiente para abastecer uma população de 310 mil habitantes por um período de um ano. A área alagada será de 270 hectares, em uma extensão de aproximadamente 10 quilômetros. Para a conclusão estão sendo investidos aproximadamente R$ 8,5 milhões.

As intervenções para a conclusão do reservatório foram iniciadas após serem assumidas pelo Governo do Estado, no final de 2015, por meio do Programa de Construção de Barragens, coordenado pela Secretaria de Estado da Agricultura. A construção da represa começou em 2003, por um convênio entre a prefeitura de Pinheiros e o Governo Federal, e desde então havia sofrido diversas paralisações.

Programa Estadual de Construção de Barragens

O Programa Estadual de Construção de Barragens prevê o investimento de R$ 60 milhões, por meio de recursos da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), para a implantação de 60 reservatórios de água no interior do Estado até 2018.

A estimativa é que, com a implantação de todas as barragens, sejam armazenados 67,2 bilhões de litros de água: o suficiente para abastecer 1,2 milhão de pessoas durante um ano, ou irrigar 22 mil hectares de café.

Com informações da SEAG
Record News ES / Rede SIM