Homem será indenizado em mais de R$ 100 mil após ser atingido por motorista alcoolizado

Um motociclista de Nova Venécia deverá ser indenizado em R$ 50 mil por danos morais, e em outros R$ 50 mil por danos estéticos, após ser atingido por um motorista alcoolizado que dirigia na contramão.

O motorista deverá também indenizar a vítima em R$ 737,66 referentes às despesas que teve com passagens de ônibus e medicamentos, além de fornecer pensão mensal provisória no valor de um salário mínimo mensal, enquanto perdurar a incapacidade do autor para o trabalho, a partir da data do evento danoso.

O Juiz destacou ainda o depoimento das testemunhas, que afirmaram que o réu se encontrava alcoolizado e dirigia na contramão no momento do acidente.

Segundo o Tribunal de Justiça do Espírito Santo, o motociclista finalizava uma curva na estrada de chão do Córrego da Pedra Grande, quando foi surpreendido por um automóvel Voyage, conduzido pelo acusado que, alcoolizado, dirigia na contramão, colidindo de frente com a vítima e lhe causando diversas lesões.

O boletim de ocorrências foi usado como prova e relatava que o acusado “apresentava sinais de embriaguez alcoólica como alterações da fala, odor etílico, olhos vermelhos, dificuldade de equilibrar-se e apresentava reações de choro, estando com sua capacidade psicomotora alterada e se submeteu ao teste do bafômetro, que acusou o resultado de 1.17 miligramas de álcool por litro de sangue”.

De acordo com o juiz da 2º Vara Cível de Nova Venécia, a concentração de álcool no sangue do réu é compatível com o quadro correspondente à segunda fase da embriaguez, caracterizada pela falta de julgamento e coordenação, bem como sonolência e imperícia.

Direto da redação
Record News / Rede SIM
Com informações do Tribunal de Justiça do ES