Muqui adere ao Pacto pela Aprendizagem no ES e recebe mais de R$ 2 mi para reforma de escola

Muqui é o mais novo município do Espírito Santo a aderir ao Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes), o qual tem por principal objetivo a melhoria dos indicadores educacionais dos estudantes da educação básica do estado, envolvendo domínios como leitura, escrita e cálculo adequados ao nível escolar e à idade dos estudantes.

Um dos primeiros passos após a assinatura do pacto será a reformar da Escola Estadual Marcondes de Souza.“Queremos melhorar a educação, mas preservando a história. Queremos um belo prédio que atenda futuramente os estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental”, destacou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

A meta do Governo é que 100% dos municípios façam a adesão ao Paes até o final de 2018. Além de ter as metas do Plano Estadual de Educação alcançadas.

O Pacto está estruturado em três áreas de atuação: Apoio à Gestão – que envolve a instituição formal do Pacto e a estrutura necessária para o seu funcionamento; o Fortalecimento da Aprendizagem – que se relaciona à padronização de currículo e material didático no ensino fundamental, formação de professores e gestores escolares, monitoramento/avaliação da aprendizagem, estímulo e valorização da produção literária local e leitura dos estudantes e incentivos à melhoria de resultados nas redes de ensino; e também a Infraestrutura e Suporte – que propõe estratégias para suprir demanda por educação infantil e organização das redes visando à otimização de recursos e potencialização de resultados.

Reforma da Escola Estadual

A tradicional Escola Estadual Marcondes de Souza passará por uma reforma de ampliação para poder atender os 400 alunos do 1º ao 5º ano e os da Educação para Jovens e Adultos (EJA) e estender o atendimento aos alunos do 6º ao 9º ano. Hoje a escola funciona no espaço da antiga escola Arides Fraga.

O prédio da Marcondes de Souza é patrimônio arquitetônico da cidade e foi adquirido pelo Estado em 1915. A partir da ampliação, a escola vai aderir ao modelo mais moderno adotado pela Sedu.

A nova unidade contará com novas salas de aula e dos professores, laboratórios, quadra poliesportiva e adequações na estrutura para receber portadores de necessidades especiais. A obra tem a parceria do Instituto de Obras Públicas do Espírito Santo (Iopes)  e vai ter um investimento de R$ 2.171.501,59.

Direto da redação

Record News ES / Rede SIM