Motorista de ônibus morre por disparo de arma e rodoviários fazem paralisação

Um crime na manhã deste sábado (22) levou motoristas e cobradores de ônibus da Grande Vitória, a paralisarem as atividades.

De acordo com informações, um motorista do sistema transcol foi atingido com um tiro nas costas enquanto dirigia o ônibus no bairro Aribiri, em Vila Velha.

Ele seguia com o ônibus em direção ao Terminal de São Torquato. Testemunhas informaram que um homem teria tentado pular a roleta do coletivo e deixado um revólver cair.

A arma teria disparado acidentalmente, atingindo o motorista, identificado como Francisco.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Edson Bastos, informou que os trabalhadores do setor se sentem inseguros na rotina de trabalho. Ele informou que outras situações parecidas tem ocorrido em toda a Grande Vitória. “Vamos nos organizar e cruzar os braços. A categoria já iniciou uma paralisação em protesto. Não podemos ficar omissos a essa situação”, disse Edson.

Passageiros informaram que nos terminais de Laranjeiras, Itaparica, Itacibá e São Torquato os coletivos estão deixando os passageiros e não estão saindo das plataformas. A Ceturb confirmou que todos os dez terminais do sistema transcol estão fechados.

O Secretário de Segurança Pública do Espírito Santo André Garcia disse que vai fazer reunião de emergência na próxima semana com representantes do sindicato dos motoristas, Ceturb-GV e polícias Civil e Militar, para discutir mais medidas de segurança nos ônibus.

O Sindicato dos Rodoviários Divulgou um comunicado em sua página no Facebook. Confira:

Em virtude da morte do motorista Chiquinho, ocorrida no início da manhã deste sábado, a categoria juntamente com o Sindirodoviários decidiu cruzar os braços na Grande Vitória até que seja efetuada a prisão imediata do responsável pelo crime.

Hoje, por volta das 5h25, um assaltante embarcou na linha 658 (terminal do Ibes/São Torquato) e, ao pular a roleta, sua arma caiu no chão e disparou, acertando o motorista, que morreu na hora. O crime ocorreu próximo ao Colégio Polivalente, em Aribiri.

Toda a diretoria do sindicato está mobilizada, acompanhando o caso e pedindo providências. “Queremos uma resposta imediata da polícia prendendo quem cometeu esse crime. Estamos fartos de tanta violência. Perdemos um colega, mais uma vida. Estamos de luto”, disse o presidente do Sindirodoviários, Edson Bastos.

Os  ônibus estão sendo recolhidos das ruas.
Direto da redação