Macadâmia capixaba em alta

A presença da macadâmia na mesa dos brasileiros ainda é recente. Nativa da Austrália, é considerada uma das nozes mais finas do mundo. Isso por causa dos altos valores nutricionais, benefícios para a saúde e, claro, do sabor irresistível. No Espírito Santo, o fruto é produzido principalmente em São Mateus, Região Norte. Os responsáveis pelo cultivo da semente fazem parte da Cooperativa Agroindustrial dos Produtores de Noz Macadâmia (Coopemac), que trabalha há quase 20 anos com a noz.

Em 2016, o Espírito Santo produziu 480 toneladas da noz. Já neste ano, espera-se uma colheita superior a 1,4 mil toneladas, um crescimento de 193% de acordo com dados do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).