Justiça determina afastamento da vice-prefeita da Serra

A vice-prefeita da Serra, Márcia Lamas (PSB) foi afastada por um prazo de 180 dias da gestão municipal. A decisão é da juíza Sayonara Couto Bittencourt, da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual.

A gestora foi denunciada pelo Ministério Público Estadual (MPES) em uma ação civil pública por improbidade administrativa, na operação Moeda de Troca da Polícia Federal, que investigou irregularidades em várias prefeituras do Estado.

Ela e outros ex-gestores municipais são acusados de fraudar licitações envolvendo empresas e prefeituras.

Márcia Lamas é acusada dos crimes durante a gestão do ex-prefeito Sergio Vidigal. Ela exercia o cargo de secretária de Educação em 2009 e 2010. Foram identificadas irregularidades em várias contratações da empresa Impacto Máquinas Equipamentos e Serviços Ltda.

Lamas foi denunciada por favorecer a empresa em contratações emergenciais. No processo há registro de interceptações telefônicas confirmando as denúncias.

A juíza decidiu aceitar em parte o pedido de liminar proposto pelo MPE, com afastamento da atual vice-prefeita e secretária de Educação da Serra.O bloqueio dos bens, pedido pelo Ministério Público, foi negado pela justiça.

Por meio de nota, a prefeitura da Serra informou que não foi notificada oficialmente da decisão de afastamento da vice-prefeita, e quando for cumprirá a decisão da justiça.

Direto da redação
Record News / Rede SIM
Com informações do Ministério Público do ES