Justiça condena Cesan e prefeitura de Piúma por buraco aberto em avenida da cidade

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo condenou a Companhia Espirito Santense de Saneamento – Cesan e o Município de Piúma a pagar indenização por danos morais a duas pessoas que se envolveram em um acidente de trânsito, em razão de um buraco aberto pela companhia de saneamento. A condenação foi fixada em R$ 3 mil para cada autor.

Para o Relator do processo no TJES, Desembargador Manoel Alves Rabelo, ficou demonstrada a culpabilidade da Cesan e do Município. Da concessionária, porque não teria sinalizado a cavidade aberta em via pública e do Município por ter sido omisso, ao não tomar o devido cuidado para manutenção e conservação das vias públicas.

De acordo com a ação, os autores transitavam com uma motocicleta na Avenida Abel Cetina, na cidade de Piúma, quando caíram no buraco aberto pela Cesan e sofreram várias escoriações. Um deles teria lesionado o braço direito e o joelho esquerdo, necessitando de 03 (três) dias de afastamento do trabalho e a outra autora teve lesões no pé e no joelho esquerdo.

Direto da redação
Record News / Rede SIM
Com informações do TJ/ES