Justiça acha R$ 71 milhões em conta suspeita de Ricardo Teixeira

Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), entrou na alça de mira da Justiça da França. Ele é suspeito de ter participado de um esquema de compra de votos para o Catar sediar a Copa do Mundo de 2022 e teve uma conta bancária identificada por procuradores no banco Pasche, em Mônaco, com US$ 22 milhões (R$ 71,1 milhões). Teixeira foi procurado pelo Estado, mas não se pronunciou.

Clique aqui e leia mais! 

Fonte: r7.com