Inscrições abertas para apadrinhamento afetivo de menores em Linhares

Quarenta e seis crianças e adolescentes moradoras de abrigos em Linhares já podem ser apadrinhadas por quem queira distribuir atenção e afeto. O Programa de Apadrinhamento Afetivo (PAA) está com as inscrições abertas. A intenção do programa é proporcionar às crianças convivência em um ambiente familiar. Os interessados em praticar o ato de solidariedade devem se increver no site da prefeitura de Linhares.

Para se tornar um padrinho afetivo é necessário ser maior de 21 anos, dispor de tempo para dar atenção ao apadrinhado e para participar das oficinas de integração, não estar no cadastro nacional de adoção e não ter o nome constando em nenhum processo que envolva crianças em situação de risco.

A psicóloga que atua no projeto Adriana de Azevedo contou que a proposta do PAA é o fortalecimento de novos vínculos afetivos e não mais frustrações na vida dos menores que se encontram em medida de proteção. “O apadrinhamento afetivo é uma oportunidade de resgatar o direito à convivência familiar e comunitária às crianças e aos adolescentes que se encontram em acolhimento institucional, destituídos do poder familiar e com remota possibilidade de colocação em família substituta”, explicou.

Como se inscrever

Uma equipe técnica da Prefeitura, formada por assistentes sociais e psicólogos e o Ministério Público acompanharão todo o processo, orientar os padrinhos e apadrinhados, analisar e também fiscalizar.

Os interessados em ser padrinho afetivo devem preencher uma ficha disponível no link do Apadrinhamento Afetivo no site da Prefeitura e depois encaminhar para o e-mail apadrinhamentoafetivo@linhares.es.gov.br.

As inscrições também poderão ser feitas com a equipe técnica do programa de Apadrinhamento, na Secretaria Municipal de Assistência Social, de segunda a sexta-feira, 7h30min às 11h30min. O telefone de contato é o 3372-209 e o endereço da Secretaria de Assistência Social é a Rua da Conceição, 238, centro – ao lado da Praça 22 de agosto.

Direto da redação

Record News ES / Rede SIM