Incaper recolhe embalagens de defensivos agrícolas em Marilândia

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) realiza até a próxima sexta-feira (04) uma ação voltada para o desenvolvimento sustentável rural, no intuito de melhorar a preservação do meio ambiente na cidade de Marilândia. Produtores rurais poderão procurar técnicos do instituto para descartar corretamente as embalagens de defensivos agrícolas.

Trata-se do recolhimento itinerante de embalagens de defensivos agrícolas descartadas de forma incorreta no município.

Na última semana foram recolhidas aproximadamente três toneladas de embalagens entre laváveis e não laváveis, que foram encaminhadas para o Posto de recebimento em Colatina. No local será feita a triagem para o devido encaminhamento para a Central de Embalagens de Linhares. O recolhimento segue nesta semana.

De acordo com a Lei 9974/00, as embalagens de defensivos agrícolas devem ser devolvidas nos locais indicados nas notas fiscais, num prazo de um ano. A ação começou após um diagnóstico feito pela equipe do escritório local do Incaper, que constatou que a devolução não estava sendo feita constantemente e da maneira correta.

A ação contou com o apoio do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado (Idaf), da Prefeitura Municipal, com revendas locais, representadas pela Associação de Revendas de Insumos do Espírito Santo (Assoagres).

Segundo o extensionista do Incaper local, Marcelo Agenciano, a média brasileira de devolução de embalagens, gira em torno de 94% e o objetivo é que Marilândia alcance esta meta. “Vamos continuar orientando e incentivando essas pessoas, também a partir de eventos e palestras posteriores, com o foco na lei de responsabilidades compartilhadas”.

Segundo o agricultor do município, Doriedes Riguette, ações como esta são importantes para que as embalagens não contaminem o solo e a água das propriedades.

Quem tiver interesse em descartar embalagens junto ao Incaper deve ligar para o telefone (27) 3636-9888.

Direto da redação
Record News Espírito Santo/Rede Sim Sat
Com informações do Idaf