Incaper desenvolve técnica para produção de cafés finos nas Montanhas do ES

Profissionais do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) desenvolveram uma técnica para manejo de ambientes protegidos, que permite obtenção de cafés especiais chamados Gourmet na região das Montanhas do Espírito Santo.

O trabalho foi apresentado no 42° Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras realizado em Serra Negra, em São Paulo. O evento vai até esta sexta-feira (21).

O material foi desenvolvido pelos extensionistas Fabiano Tristão e Douglas Souza e pelo Técnico em Desenvolvimento Rural Marx Martinuzo, lotados no escritório local do Incaper em Brejetuba, e sob a orientação do pesquisador Rogério Carvalho Guarçoni.

Trata-se de uma técnica simples e barata e que pode ser facilmente introduzida no sistema produtivo da cafeicultura de arábica capixaba, principalmente na agricultura familiar.

Consiste no manejo natural da temperatura e umidade no sistema protegido, por meio de controle das aberturas laterais do sistema e outros detalhes adotados na construção das estufas, além do uso de termômetro que permita monitorar a temperatura.
Tem

Fabiano Tristão lembrou que nenhuma técnica sozinha tem a capacidade de melhorar a qualidade do café. “Para que o produtor possa manter a qualidade de seu café é necessária a adoção de boas práticas de produção e de pós-colheita”, explicou.

O principal objetivo do congresso é divulgar os mais recentes resultados obtidos pela pesquisa e pela inovação no manejo dos cafezais e no preparo do café.

O congresso também visa proporcionar a transferência de tecnologias, troca de conhecimentos e treinamentos, visando o aumento da produtividade das lavouras e da sua competitividade, além da melhoria da qualidade do café, com sustentabilidade do setor.

O 42° Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras já conta com um público com mais de 500 participantes, constituído de pesquisadores, professores, técnicos, extensionistas e consultores ligados à assistência técnica, estudantes universitários, lideranças de associações e cooperativas, cafeicultores e demais segmentos interessados no desenvolvimento do agronegócio café.

Direto da redação
Record News Espírito Santo/Rede SIM Sat
Foto:Divulgação