Idaf apreende 540 litros de agrotóxicos em Iúna

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) identificou a comercialização irregular de 540 litros de agrotóxicos, no Posto de Fiscalização Agropecuária de Pequiá, em Iúna, na divisa com Minas Gerais. A ação aconteceu na última sexta-feira (10). Os envolvidos foram notificados sobre a ocorrência e liberados.

Segundo o técnico do Idaf Allan Rocha de Freitas, as empresas responsáveis pela venda dos produtos, com sede no Paraná e no Rio Grande do Sul, não tinham autorização para a comercialização de agrotóxicos no Espírito Santo e por isso foram autuadas. Os produtos eram destinados aos municípios de Aracruz e Colatina.

De acordo com o chefe da Seção de Inspeção e Fiscalização de Produtos de Origem Vegetal do Idaf, Marcio Gama dos Santos da Costa, a comercialização de agrotóxicos no Estado é condicionada ao cadastro junto ao Instituto. “Tanto empresas de fora quanto as localizadas aqui precisam ter esse cadastro para que o órgão possa efetuar o controle e a fiscalização”, explicou.

As cargas foram interditadas pelo Idaf ao chegarem ao destino e a utilização ou revenda está condicionada à regularização das empresas vendedoras.

Produto suspenso

Um dos produtos identificados foi o Carboran Fersol 350 SC, cujo cadastro foi inativado recentemente pelo Idaf. Além do cadastro das empresas, os produtos também precisam ser cadastrados pelas indústrias para que possam ser comercializados no Estado. “No caso do Carboran, o responsável solicitou o estorno da compra e, posteriormente, deverá comprovar junto ao Idaf a devolução de toda a carga”, explicou Marcio Gama.

Direto da redação
Record News / Rede SIM
Com informações do Idaf