Ibatiba decreta situação de emergência por conta de surto de Leishmaniose

A prefeitura de Ibatiba, no Sul do Estado, declarou situação de emergência em Saúde Pública, no período de 180 dias, em razão de surto de Leishmaniose. A doença é infecciosa, porém, não contagiosa, transmitida pelo chamado “mosquito palha”.

Já foram confirmados 20 casos da doença na cidade, sendo 12 apenas da localidade de São José de Miriti, onde também foi identificado alto índice de presença do mosquito transmissor.

O decreto foi assinado na última semana para que o município tenha autorização para requisitar bens e serviços específicos a contenção da doença. Segundo a prefeitura as ações para controlar o surto serão intensificadas, como o fechamento de convênios ou contratos para a realização e exame parasitológico direto para leishmaniose (para auxiliar no diagnóstico), e outros exames laboratoriais como amilase, lipase e fosfata alcalina (para auxiliar no acompanhamento do tratamento antes, durante e depois) e eletrocardiograma com laudo.

A leishmaniose é um problema de saúde pública e tem que ser obrigatoriamente notificada aos órgãos competentes. A doença deixa feridas na pele e pode afetar órgãos internos. Sem tratamento, ela pode deixar graves consequências, inclusive, com comprometimento psicológico, com reflexos no campo social e econômico das vítimas.

Direto da Redação, com informações da Prefeitura de Ibatiba
Record News ES / Rede SIM