Geraldo Alckmim vai a Pinheiros assinar parceria para pesquisa de variedades de cafés

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), estará em Pinheiros, região noroeste do Estado, neste sábado (13), para firmar parceria de cooperação técnica e científica para a transferência de tecnologia para o desenvolvimento de variedades de café e de outras culturas resistentes à seca.

O anúncio foi feito, nesta quinta-feira (11), pelo vice-governador do Estado, César Colnago. O convênio será assinado durante a solenidade de lançamento do 10° Ano da Campanha da Melhoria da Qualidade e Início da Colheita do Café do Espírito Santo e do 9° Noroeste Café Conilon, no município de Pinheiros, no Norte capixaba. O evento será realizado a partir das 8 horas, na propriedade do cafeicultor Adauto Orletti.

Assim como no Espírito Santo, algumas regiões de São Paulo têm sofrido nos últimos anos os efeitos da estiagem, o que tem contribuído para a queda na produção agropecuária. No evento serão discutidos o futuro da cafeicultura de Conilon diante das mudanças climáticas e as tecnologias para produção e avaliação da qualidade deste tipo de café.

O protocolo de intenções que será firmado entre os dois estados prevê a troca de experiência de sucesso de tecnologias desenvolvidas por São Paulo e Espírito Santo no desenvolvimento de variedades de café Conilon e de café arábica mais resistentes à seca, além de outras áreas, como produção animal, fruticultura e olericultura. Desta forma, os trabalhos desenvolvidos pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e pelo Instituto Agronómico (IAC) e pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), de São Paulo, serão compartilhados para auxiliar no desenvolvimento da agricultura e da agroindústria.

“A escassez hídrica que estamos atravessando nos últimos dias anos transformou a pauta da água em prioridade. Temos feito uma série de ações para reservação e preservação de nascentes, mas, além disso, também trabalhamos com o desenvolvimento de variedades que sejam mais resistentes à seca. O Incaper é um dos institutos que mais investe em pesquisa na cafeicultura e certamente a parceria com São Paulo irá nos ajudar a restabelecer a pujança da nossa produção”, afirmou Colnago.

Direto da redação
Record News / Rede SIM
Com informações de Genilson Avelino