Fotos de Cleo Pires e Paulinho Vilhena “amputados” para promover Paralímpiadas causam polêmica

A campanha publicitária Somos Todos Paralímpicos, promovida pela revista Vogue e criada pela agência África, tem sido duramente criticadas nas redes sociais desde o momento em que foi divulgada, na manhã desta quarta (24).

O ensaio traz

Fotos de Cleo Pires e Paulinho Vilhena “amputados” para promover Jogos Paralímpicos causam polêmica

Imagens feitas pela Agência África em parceria com a Vogue foram criticadas

A campanha publicitária Somos Todos Paralímpicos, promovida pela revista Vogue e criada pela agência África, tem sido duramente criticadas nas redes sociais desde o momento em que foi divulgada, na manhã desta quarta (24).

O ensaio traz Paulinho Vilhena e Cleo Pires em imagens que mostram os atores com a perna e o braço amputados. Apesar de a ideia ser de atrair visibilidade para o evento e aumentar a venda de ingressos, a escolha dos dois foi recebida com rejeição.

“Colocar a Cléo e o Paulinho como deficientes teria como propósito dar destaque a quem DE FATO é deficiente? Porque se era isso continua doentio. Usassem os próprios atletas, eles são Paralímpicos. Estou falando na moral”, comentou a seguidora Carol Domiciano, que obteve 1,5 mil likes em menos de uma hora.

“Da próxima vez, se vocês forem fazer uma campanha contra o racismo, chamem famosos brancos e os maquiem com sombra de pele negra. Que campanha esdrúxula!”, completou Vagner Lima no perfil da rede social da revista.

Cleo Pires também protagoniza o ensaio Super-humano,” da edição de setembro da Vogue Brasil. As fotos foram tiradas ao lado do paratleta Renato Leite.

Apesar das críticas, a revista ainda não se posicionou sobre o assunto. No perfil de Cleo Pires, seguidores também questionam a participação de Cleo na campamha. “Errou feio em aceitar participar da campanha da Agência África sobre os atletas paralímpicos! Representatividade importa, deveria ter tido o bom senso de deixar esse espaço a quem de fato o representa. #VERGONHA”, escreveu um fã.

e Cleo Pires em imagens que mostram os atores com a perna e o braço amputados. Apesar de a ideia ser de atrair visibilidade para o evento e aumentar a venda de ingressos, a escolha dos dois foi recebida com rejeição.

“Colocar a Cléo e o Paulinho como deficientes teria como propósito dar destaque a quem DE FATO é deficiente? Porque se era isso continua doentio. Usassem os próprios atletas, eles são Paralímpicos. Estou falando na moral”, comentou a seguidora Carol Domiciano, que obteve 1,5 mil likes em menos de uma hora.

“Da próxima vez, se vocês forem fazer uma campanha contra o racismo, chamem famosos brancos e os maquiem com sombra de pele negra. Que campanha esdrúxula!”, completou Vagner Lima no perfil da rede social da revista.

Cleo Pires também protagoniza o ensaio Super-humano,” da edição de setembro da Vogue Brasil. As fotos foram tiradas ao lado do paratleta Renato Leite.

Apesar das críticas, a revista ainda não se posicionou sobre o assunto. No perfil de Cleo Pires, seguidores também questionam a participação de Cleo na campanha. “Errou feio em aceitar participar da campanha da Agência África sobre os atletas paralímpicos! Representatividade importa, deveria ter tido o bom senso de deixar esse espaço a quem de fato o representa. #VERGONHA”, escreveu um fã.