Fiscais do Idaf apreendem 170 caixas de tomates e 38 caixas de ovos em Iúna

Fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) localizado no distrito de Pequiá, em Iúna, apreenderam 170 caixas de tomate.

Junto com as caixas, estavam 30 litros e 11 quilos de agrotóxicos. A carga estava sendo transportada para Minas Gerais. A ação aconteceu na madrugada desta segunda-feira (26).

De acordo com os técnicos, algumas embalagens de agrotóxicos estavam danificadas e com vazamentos, o que poderia contaminar a carga de tomate. Os agrotóxicos foram apreendidos e os alimentos destruídos para evitar a comercialização indevida.

Outra irregularidade foi identificada em um veículo do tipo baú que seguia para Contagem (MG) com 38 caixas de ovos de codorna sem inspeção sanitária, que é obrigatória para a comercialização. Sem a inspeção não é possível garantir que os alimentos estão aptos ao consumo, podendo oferecer risco à população.

Além disso, também foi flagrado um terceiro veículo com 360 dúzias de ovos de galinha sem a inspeção. Os ovos provenientes dos dois veículos foram apreendidos e destruídos e os responsáveis foram autuados.

O Idaf alerta que todo produto de origem animal deve, obrigatoriamente, ser registrado no serviço de inspeção oficial, que pode ser municipal (SIM), estadual (SIE) ou federal (SIF).

Os alimentos processados de forma irregular não adotam as exigências sanitárias preconizadas pela legislação, colocando em risco a saúde do consumidor. No caso dos ovos, a contaminação por salmonela é a mais comum, podendo acarretar problemas intestinais graves em quem eventualmente consome o produto.

Com informações do Idaf