Ex-professor da Ufes é denunciado por falsificação de documento público

O Ministério Público Federal do Espírito Santo, denunciou o ex-professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Bruno Borges Deminicis por falsificação de documento público.

Segundo o MPF o professor falsificou dois certificados de participação em programa institucional de iniciação científica da Ufes, que posteriormente foram usados por um estudante na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) para fins de aprovação em processo seletivo de mestrado.

Um dos certificados falsificados atestava que o estudante havia participado de programa de iniciação científica entre 1º de março de 2009 e 2 de dezembro de 2009, totalizando 960 horas. Já o outro documento atestava participação em atividades entre 11 de março de 2010 e 12 de dezembro de 2010, com a mesma carga horária.

Ambos os certificados foram confeccionados pelo professor Bruno Deminicis e a falsidade foi constatada em razão de não possuírem registro de autenticidade na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufes.

Em relação ao estudante, o MP repassou o caso para a Procuradoria da República em Teófilo Otoni (MG), porque o uso do certificado falso envolveu a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

De acordo com o Ministério Público, o crime tem pena de dois a seis anos de reclusão e pode ser aumentada em 1/6 quando o agente é funcionário público.

Com informações do Ministério Público Federal