Estiramento na coxa tira Ganso do São Paulo por tempo indeterminado

O técnico Bauza ficou bravo com razão após ver o meia Paulo Henrique Ganso deixar o campo contundido na partida em que o Tricolor bateu o Fluminense por 2 a 1 na noite de quarta (29).

O maestro são-paulino realizou exames de imagem nesta quinta (30), e teve constatado um estiramento no músculo posterior da coxa direita.

O meio-campista já está sob os cuidados do departamento médico e seguirá em tratamento fisioterápico no Reffis até reunir condições de jogo novamente, mas o prazo para voltar aos campos ainda não foi divulgado.

No confronto com os cariocas, o armador entrou aos 24 minutos do segundo tempo – no lugar de Ytalo – e já nos instantes finais do duelo sentiu um incômodo muscular.

O jogador permaneceu em campo para tentar ajudar os seus companheiros, que lutavam para assegurar a vitória, mas não conseguiu realizar todos os movimentos para reforçar a equipe.

O maestro iniciou nesta manhã os exercícios de fisioterapia no Reffis e manterá as atividades em período integral para se recuperar da lesão.

Com sete assistências, Ganso é o maior garçom do Tricolor na temporada. Além de servir os companheiros com eficiência, o meia é o vice artilheiro do São Paulo em 2016, com sete gols, atrás apenas de Jonathan Calleri (15).

 

Clique aqui e leia mais!

 

Fonte: R7
Foto: Rodrigo Coca