Duas dúzias de caranguejo são apreendidas em quiosque na Curva da Jurema em Vitória

Fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos (Semmam) apreenderam duas dúzias de caranguejo na Curva da Jurema, na manhã deste sábado (20), em um quiosque que estocava o produto ilegalmente para ser comercializado.

A multa aplicada foi de R$ 31.240, mas a sanção pode chegar a R$ 100 mil em outras situações, dependendo do poder econômico do infrator e da quantidade apreendida. O caranguejo recolhido foi doado para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Vitória.

A cata, o transporte, o armazenamento e a comercialização do caranguejo-uçá estão proibidos em todo o Espírito Santo da última quinta (18) até o dia 25 de janeiro. As denúncias podem ser feitas por meio do Fala Vitória 156.

A gerente de fiscalização da Semmam, Priscila Ligia Viana Alvarino, disse que, apesar do trabalho educativo, das punições e da agressão ao manguezal, a infração continua ocorrendo. Ela contou que os fiscais já haviam percorrido os manguezais de manhã e, depois disso, foram aos estabelecimentos comerciais da orla, onde flagraram o crime.

“A andada é a época em que o crustáceo faz o acasalamento e a desova. Isso o torna uma presa fácil para os catadores. É necessário respeitar o tempo de reprodução, mesmo e talvez principalmente numa época como o verão, em que o comércio aumenta tanto e o animal fica ainda mais frágil”, explicou. Os outros períodos de andada do caranguejo são de 17 a 24 de fevereiro e de 19 a 26 de março.

Direto da Redação, com informações da Semmam