Crise econômica: Hartung afirma que papel de líder é debater e agir na adversidade

O governador Paulo Hartung foi um dos palestrantes da 12ª edição do Encontro de Lideranças, realizado nesta sexta-feira (25) e neste sábado (26), em Pedra Azul, Domingos Martins. Em seu pronunciamento, o governador informou que o papel de líder exige determinação para enfrentar as adversidades e, por meio do diálogo, mobilizar as demais lideranças e a sociedade para realizar as ações necessárias. Na ocasião, ele também falou sobre os desafios e prioridades de seu governo para 2018. Hartung anunciou que, tecnicamente, o Estado está fora da recessão e fechará o ano com todas as contas pagas, mesmo diante da crise que acomete o país.

“Estamos vivenciando uma realidade dura em um cenário muito desafiador e as pessoas tendem a não querer ouvir os problemas, preferem a zona de conforto. Precisamos criar uma nova cultura no Espírito Santo para debatermos as adversidades e avançar com as ações necessárias. Não é fácil. Para isso, as lideranças, inclusive as instituições, precisam exercer o papel de liderança coletiva. Precisamos avançar. Não podemos usar a crise como desculpa para acomodar. Papel de líder é conversar com a sociedade mesmo que isto signifique remar contra a maré”, destacou Paulo Hartung.

Sobre a gestão pública estadual, Hartung revelou que, mesmo com a crise socioeconômica, o Governo do Estado fez uma revolução em políticas públicas com a implantação da Escola Viva, que oferta o ensino em tempo integral com uma metodologia contemporânea e atrativa aos jovens; o Ocupação Social, que prevê atenção do poder público para jovens que não estudam e não trabalham e residem em bairros com altos índices de criminalidade. O governador também falou da reorganização no atendimento da Rede do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado e a reestruturação das instituições da segurança pública.

“Não podemos usar a crise como desculpa para nada fazer. Eu ouso dizer que este Governo que estou liderando é melhor que os anteriores que já governei. Quando assumimos o Estado e explicamos os desafios, suportamos uma temperatura e uma pressão enormes. Estamos fechando o terceiro ano com as contas do Estado equilibradas. Fizemos e vamos continuar avançando na implementação de políticas públicas que tocam a sociedade e atendem os mais necessitados em terras capixabas”, destacou Paulo Hartung.

Fonte: Governo do ES