Claudia Leitte pode ter que devolver R$ 1,2 milhão que captou via Lei Rouanet

Dor de cabeça das fortes para a cantora Claudia Leitte: o Ministério da Cultura rejeitou a prestação de contas enviada para sua equipe, relativa a uma turnê de shows realizada em 2013.

Naquele ano, a artista apresentou ao MinC um projeto de shows que seriam realizados nas regiões Norte e Nordeste. Queria arrecadar R$ 6,5 milhões via Lei Rouanet, foi autorizada a pedir R$ 5,88 milhões, e conseguiu levantar um total de R$ 1,27 milhão.

É esse o valor que, segundo a ‘Veja’, a cantora pode ter de devolver aos cofres públicos. Ainda segundo o site da revista, Claudia e sua produtora podem ser impedidos de apresentar novos projetos de financiamento via Lei Rouanet, caso o enrosco não se resolva.

Funciona assim: o artista pede autorização para captar dinheiro, depois precisa provar que realizou o projeto e prestar contas. Em fevereiro deste ano, contei aqui no blog que essa turnê de 2013 ainda constava como inadimplente no MinC. Ao ser procurada por mim, a Ciel, produtora de Claudia, correu pra entregar a documentação — que agora foi reprovada.

Os shows da turnê de fato aconteceram, doze capitais. Resta saber o que foi que deu errado na prestação de contas.

A assessoria de imprensa da cantora divulgou a seguinte nota: “TODOS os eventos do projeto foram realizados e devidamente comprovados ao Ministério da Cultura (Minc). Estamos averiguando os motivos da reprovação da prestação de contas junto ao MinC e informamos ainda que entraremos com recurso, pois a Ciel está apta a comprovar a realização dos eventos, bem como a distribuição dos ingressos.”

Clique aqui e leia mais!

Fonte:R7.com