CDs raros de bandas brasileiras podem custar até R$ 1.000

Apesar do streaming ser um competidor voraz contra o CD, muitos fãs ainda procuram músicas gravadas em mídia física. Porém, títulos fora de catálogo são vendidos a peso de ouro quando se tornam raridades.

Entre os nomes nacionais mais caros do momento, estão Charlie Brown Jr., CPM 22 e RPM, com CDs que podem custar quase mil reais. Na maioria dos casos, são álbuns que a gravadora parou de fabricar, singles de divulgação e gravações independentes de início de carreira.

Clique aqui e leia mais!

Fonte: R7.com