Cachoeiro: criminosos usam nome da Santa Casa para aplicar golpes em pacientes

Como se não bastasse ter um parente internado no hospital, estelionatários estão aproveitando a fragilidade emocional da família de pacientes atendidos pelo SUS para aplicar golpes usando o nome da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado.

De acordo com relatos das vítimas, o golpista utiliza um número de telefone com DDD 27 e se passa por um médico da instituição. Em seguida, ele fala que os pacientes, em sua maioria internados na UTI, tiveram o quadro de saúde agravado e por isso precisam fazer um exame caro.

Diante disso, o estelionatário pede dinheiro para fazer o procedimento e que, futuramente, o valor seria devolvido pelo hospital.

Uma das vítimas entrou em contato com a Ouvidoria da Santa Casa para relatar a situação e descobriu que tinha caído em um golpe. Ela chegou a depositar um valor de R$ 1,8 mil.

Outra afirmou que foi abordada pelo criminoso e chegou a ser ameaçada por se recusar a fazer o pagamento. Ambas disseram que ele possuía o nome completo do paciente e dos familiares mais próximos.

O superintendente da Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro, Padre Evaldo Ferreira, explica que nenhum exame ou qualquer outro procedimento feito em pacientes do SUS são cobrados. A orientação, em caso desse tipo de contato, é se recusar a fazer o pagamento e procurar a polícia.

“Infelizmente recebemos a informação de que pessoas de má fé estão usando o nome da nossa instituição e se aproveitando da fragilidade da família dos pacientes para aplicar golpes. A gente reforça que a Santa Casa não faz esse tipo de cobrança. Caso algum familiar seja abordado por golpistas, a orientação é evitar passar informações pessoais e fazer um boletim de ocorrência o mais rápido possível”, explicou.

O superintendente destaca ainda que as informações de pacientes e telefone de familiares não são divulgados pelo hospital.

Campanha de doações

A Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro promove uma campanha de doação para arrecadar recursos para o hospital. A Campanha Acenda a Luz da Esperança é feita por uma equipe de profissionais de telemarketing e também de porta-a-porta uniformizados e identificados.

O recurso arrecadado á acrescido na conta de energia do doador e, em seguida, repassado a instituição.

O “Amigo da Santa Casa” pode doar qualquer quantia a partir de R$ 7. A iniciativa visa ajudar a modernizar e ampliar os setores do Hospital.

No fim do ano passado, o hospital conseguiu comprar uma máquina de hemodiálise no valor de R$ 50 mil. O valor arrecadado é investido em diversos setores do hospital para oferecer mais qualidade no atendimento dos pacientes.

Direto da Redação, com informações da Santa Casa de Cachoeiro
Record News ES / Rede SIM