Bernardinho e Zé Roberto lamentam morte do ‘mentor do vôlei brasileiro’

Dois dos maiores técnicos do vôlei brasileiro nos dias de hoje, Bernardinho e José Roberto Guimarães tiveram o mesmo mentor: Bebeto de Freitas. Os dois lamentaram a morte na última última terça-feira (13) do mais que treinador da Geração de Prata.

Os atuais treinadores confirmam que graças à inventividade de Bebeto na década de 1980, o Brasil, naturalmente mais baixo, superou os gigantes da antiga União Soviética. Graças à determinação de Bebeto, o Brasil, ainda carente em estrutura, passou por cima dos disciplinados japoneses.

Foi com Bebeto que o País, por exemplo, passou a treinar diariamente em dois períodos, prática até hoje repetida por Bernardinho e Zé Roberto. Como resultado, as medalhas de prata foram celebradas mesmo em meio à cultura do ouro. O verde-amarelo foi vice-campeão do Mundial de 1982 (3 a 0 para a URSS) e dos Jogos Olímpicos de 1984 (3 a 0 para os Estados Unidos).

Clique aqui e continue lendo! 

Fonte: R7.com