As manias e superstições na hora da virada

Pular as sete ondas, usar roupas claras, fazer uma oração, enfim…. todo mundo tem uma superstição na virada do ano. O Nó de Gravata procurou algumas personalidades capixabas para saber: Você tem alguma superstição na hora da virada?

 

 A jornalista e apresentadora do programa “Fala Manhã” da TV Vitória, Andressa Missio, acha gostoso e divertido ter superstições de ano novo. “Eu quase sempre usei branco no réveillon, mas este ano eu vou apostar nas cores, como o azul e o verde. Eu acredito muito no significado delas. Ah… lingerie tem que ser branca, pois eu quero paz! Superstição eu tenho um pouco de cada, inclusive chupar uvas e guardar as sementes na carteira”.

 

 Para Thama Boldrini, colunista do Jornal A Tribuna, combinar a cor da lingerie de acordo com a cor do próximo ano é sempre importante: “Eu uso sempre a lingerie da cor destaque do próximo ano. Esse ano eu vou passar a virada de azul, pois quero muita saúde para 2018”.

 

 

 O empresário Moisés Nascimento, da Mega Model Vitória, aposta da peça íntima e na bebida. “Eu não deixo de usar uma cueca amarela e eu não deixo de abrir um bom Champanhe na virada de ano. Acho que isso traz boas energias”.

 

 

 O consultor de moda Dudu Altoé também aposta no significado das cores. “Eu já fui muito supersticioso. Já pulei muitas ondas, já comi sete uvas a meia noite, mas hoje sou menos. Eu sempre procuro passar vestido com uma cor que remeta algo positivo. Para este ano, pretendo passar de azul ou branco, vai depender muito astral no dia”.

 

 Sintonia com DEUS é o que faz Adriana Marques, jornalista e apresentadora do Link ES da Record News. “Eu não tenho mania de pular ondas, de usar lingerie nova, lentilhas…. o que eu costumo fazer na virada é uma oração de agradecimento a DEUS pelo ano que passou e pedindo proteção para o ano novo”.

 

 

 O atleta de bodybuilder Fábio Santos é adepto de uma alimentação saudável o ano todo, e jamais deixaria esse costume na virada. “Aprendi com meu avô a comer sempre peixe no réveillon. É um tipo de carne que não pode faltar. Além de trazer boas energias, o peixe se movimenta sempre para frente. Acredito que traz boas oportunidades e nos faz crescer a cada dia como pessoa”.

 

 Conversando com o apresentador do programa “Negócios de Sucesso”, da TV Vitória, Wesley Sathler, descobri de o jornalista não tem superstições. “Sou totalmente isento dessas coisas. Mas por simples tradição, uso Branco na virada”.

 

 

Independente de qual seja sua superstição, o importante é não deixar de agradecer a DEUS pela vida e pela saúde, sem deixar de pedir, claro, proteção e sabedoria para os próximos 365 dias do novo ano. Que você tenha um 2018 lindo, cheio de saúde, paz e muitas realizações.

Feliz Ano Novo

Gabriel Gomes