Após suspeita de fraude, Justiça suspende divulgação de resultado de vestibular

A divulgação da lista de aprovados no vestibular de medicina da faculdade Emescam, de Vitória, foi suspensa pela Justiça. A decisão é do juiz Rodrigo Cardoso Freitas, da 5ª Vara Cível da capital.

Após uma denúncia do colégio Darwin, a Justiça passou a investigar uma possível fraude no vestibular. De acordo com o processo, nove questões da prova de Química constavam numa apostila de exercícios do colégio UP.

De acordo com o magistrado, as questões praticamente iguais acabam por demonstrar a forte aproximação entre o material utilizado no curso pré-vestibular do Colégio Up e aquele cobrado durante o processo seletivo. Ainda segundo o juiz, a situação é questionável e pode justificar a pretendida anulação da prova.

A Emescam já foi notificada da ação. Caso a faculdade descumpra a decisão, deverá pagar uma multa de R$ 50 mil.

No final de semana, antes da decisão da Justiça, o Colégio UP publicou uma nota em sua página oficial do Facebook, negando as acusações de fraude.

Direto da Redação
Record News Espírito Santo / Rede SIM Sat