Amigos e parentes de jovem morto no Bairro da Penha realizam caminhada

Amigos e parentes do jovem Wedeson de Souza Pereira, de 16 anos, morto ontem no bairro da Penha em Vitória, durante um conflito com a Polícia Militar, realizam na manhã de hoje um protesto cortejo na Avenida Maruípe.

Eles seguem em direção ao Cemitério de Maruípe onde o jovem será enterrado. A polícia acompanha a caminhada.

O caso

Pessoas da comunidade disseram que o rapaz de 16 anos não tinha envolvimento com o crime. Porém, segundo a polícia, Wederson foi flagrado traficando drogas com um parceiro. Ao serem abordados, Wederson entrou em luta corporal com o militar e tentou tomar a arma do policial.

O parceiro do jovem fugiu e, de acordo com a polícia, para se defender da reação do adolescente, o militar disparou contra ele. O tiro atingiu o abdômem do rapaz. Ele chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo no hospital.

Após a morte do rapaz, moradores realizaram um protesto na Avenida Leitão da Silva, mas criminosos se aproveitaram da manifestação para espalhar o terror na região ao redor. Um carro foi incendiado, lojas e postos de saúde foram fechados e as aulas nas escolas foram suspensas.

Policiais militares da Ronda Ostensiva Tática Motorizada (Rotam), do Batalhão de Missões Especiais (BME) e da 1ª Companhia da PM ocuparam o Bairro da Penha e reforçaram o policiamento no bairro Consolação, Gurigica, São Benedito, Bonfim e Itararé.

Direto da Redação
Record News Espírito Santo / Rede SIM Sat