“Acordei e tinha uma pessoa morta em cima de mim”, diz goleiro da Chape que sobreviveu a acidente aéreo

O voo estava tranquilo. Alguns atletas jogavam cartas e outros assistiam a filmes. As luzes do avião se apagaram e todos entraram em desespero. Foi até esse momento que o ex-goleiro da Chapecoense, Jakson Follmann, conseguiu guardar lembranças da noite em que a aeronave transportava os jogadores e a comissão técnica do clube. “Depois disso, eu só lembro de acordar com muita dor e frio. Tinha uma pessoa morta em cima de mim e eu sentia muitas dores nas pernas e nos pés ”, relatou Follmann, durante participação no 3º Simpósio Internacional de Gerenciamento da Resposta em Catástrofe, realizado pelo Hospital Israelita Albert Einstein nesta sexta-feira (12).

Clique aqui e leia mais!

Fonte:R7.com